Cursos de Mestrado em Moçambique

Mestrado em Ciências Actuariais

Curso de Mestrado em Ciências Actuariais (MCA)

Instituição e Local do Ensino: UEM, Maputo.

Apresentação do Curso

A introdução do Mestrado em Ciências Actuariais (MCA) enquadra-se no âmbito da reforma curricular em curso na UEM, na implementação do Plano Estratégico da UEM, no Regulamento dos cursos de Mestrado da Universidade Eduardo Mondlane (UEM) e na Deliberação do Conselho Universitário no 03/CUN/2003 de 13 de Junho de 2003 e publicado no Boletim da República II Série – Número 37 de 10 de Setembro de 2003.

A Faculdade de Economia depois de vários anos de implementação dos cursos de Licenciatura em Economia, Gestão de Empresas e Contabilidade e Finanças e Gestão de Negócios (a distancia), introduziu, em 2007, cursos de Mestrado nas áreas de Economia de Desenvolvimento, de Gestão Empresarial, e de Gestão de Políticas Económicas com o objectivo de contribuir para a preparação de quadros com excelente qualidade de formação e capacidade de pesquisa aplicada aos desafios desenvolvimento social e económico do Pais.

A estratégia da Faculdade de Economia é desenvolver linhas curriculares e uma abordagem de investigação em áreas prioritárias para o desenvolvimento do nosso país, contribuindo para, inter-alia, a capacitação e estabilidade da Faculdade de Economia e melhoria do ensino e aprendizagem. É neste contexto que se enquadram os cursos de pós-graduação.

 A Faculdade de Economia conta com 12 docentes doutorados, além de outros potenciais colaboradores de outras universidades e instituições públicas e privadas. A Faculdade de Economia conta com a parceria de instituições de prestígio internacional como são os casos da Universidade de Witwatersrand (RAS), da Universidade do Zimbabwe, da Universidade de Foshan (R. P. China), do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) da Universidade Técnica de Lisboa e da Universidade de Trás os Montes e Alto Douro, estas duas últimas de Portugal.

Grupo Alvo

De acordo com os artigos 8 e 9 do Regulamento dos Mestrados da UEM, podem candidatar-se à inscrição no Curso de pós-graduação da Faculdade de Economia os titulares de graus de licenciatura ou equivalente, com a classificação mínima de 14 valores, bem como, excepcionalmente, os detentores de currículo científico, académico e profissional que ateste capacidade para a habilitação ao grau de Mestre em cursos relacionados com Gestão, precedendo a apreciação curricular realizada pela Conselho Cientifico da Faculdade de Economia.

No caso específico do MCA da-se prioridade aos licenciados nas áreas da Economia, das Finanças, da Gestão, da Estatística e da Matemática. Poderão ainda ser avaliadas outras candidaturas, com base na análise curricular prevista na legislação em vigor na UEM.

Objectivos do Curso

Objectivos Gerais

O mestrado em Ciências Actuariais tem por objectivo geral formar graduados com uma base teórica pluralista, uma visão e uma abordagem dinâmica dos processos económicos e de gestão nas empresas do sector financeiro, e capacidade analítica e crítica, incluindo a de identificar, recolher, organizar, analisar, interpretar e usar informação estatística para fundamentar aanálise actuarial e a gestão do risco.

Objectivos Específicos

Os objectivos dos programas de estudos e o da qualificação de Mestres em Ciências Actuariais são os de prover profissionais com conhecimentos e competência de nível mais alto nesta área científica especializada, habilidades de análise e desenvolvimento baseadas em conhecimentos teóricos profundos, capacidade intelectual independente, e conhecimentos dos métodos e práticas de investigação científica que concorram para:

  • Contribuir para a formação de quadros no âmbito do exercício da função actuarial, nos seus mais variados aspectos, com vista a responder a necessidades prementes do mercado moçambicano. A inclusão de unidades curriculares nas áreas científicas do Direito, Economia, Gestão e Matemática reflecte uma preocupação fundamental e sempre presente de rigor e abrangência.
  • Apoiar a criação de uma associação de actuários em Moçambique, e desenvolver também os esforços possíveis no sentido de que aquela possa vir a ser membro da associação internacional International Actuarial Association (IAA).

Perfil do Graduado

O perfil geral do mestre pressupõe que ele(a) seja capaz de, com base essencialmente na pesquisa, recolher, interpretar e descrever informação relevante à solução dos problemas na sua área de especialidade; compreender e analisar criticamente diferentes tipos de discurso, conceitos e procedimentos, contribuindo para a elevação do conhecimento e competência de nível mais alto na sua área de especialidade e do mercado.

Perfil Ocupacional

O Mestre em Ciências Actuariais pode desenvolver as suas actividades em diferentes tipos de instituições, tais como:

  • Empresas,
  • Instituições governamentais,
  • Fundos de pensões, Seguros de Vida e Segurança Social,
  • Bancos, empresas de seguros
  • Mercados de Capitais e Derivados
  • Academia,
  • Instituições de pesquisa,
  • Organizações não governamentais e sociais,
  • De Consultoria e auditoria empresarial,
  • De Regulamentação, Supervisão e Ética.

Nestas instituições, os mestres em CA podem participar:

  • na análise e desenvolvimento de políticas,
  • ensino e pesquisa,
  • análises financeiras sobre diferentes aspectos de gestão de organizações (investimento, mercados, regulamentação, estratégia corporativa e/ou industrial, etc.) para as instituições públicas e privadas (firmas, bancos e outras),
  • construção, utilização e exploração de bases de dados para análise económico-financeira e social;

Perfil Profissional do Graduado

Sendo o currículo deste mestrado baseado em competências, o mestre em CA possui capacidades que o permitem uma melhor gestão das instituições onde está enquadrado ou colabora, nomeadamente a nível de:

  • Classificação dos riscos associados à actividade bancária/seguradora/e de fundos de pensões;
  • Criação  e gestão de produtos de seguro e de resseguro;
  • Cálculo de reservas e provisões de seguros;
  • Projecções associadas à segurança social.

Filosofia da Formação

Tanto no ensino como na pesquisa, os programas de mestrado dão prioridade ao desenvolvimento de abordagens teórica e metodologicamente sólidas da realidade socio-económica nacional e do contexto regional em que Moçambique se insere, de forma a aliar a teoria e a vivência prática. Este foco na economia de Moçambique e sua dimensão regional não exclui o estudo de outras experiências de desenvolvimento, as quais formam parte do corpo teórico e empírico de trabalho nos mestrados.

Neste contexto, o ensino-aprendizagem neste mestrado privilegia métodos que permitam aos estudantes:

  • aprender a identificar, rever e utilizar de forma sistemática e crítica a literatura relevante para, com base nas metodologias da área cientifica, identificar e analisar temas de interesse;
  • conhecer os debates e experiências relevantes;
  • conceber, identificar, recolher e analisar dados e usá-los para construir análises sólidas;
  • compreender e utilizar diferentes abordagens económicas e de gestão de forma
  • crítica;
  • aprender a identificar oportunidades de investimento e negócio, tomar decisões claras e firmes, planear e controlar as áreas funcionais, manter a motivação elevada e desenvolver as pessoas dentro da organização; e
  • relacionar, sempre que possível, o seu estudo com as problemáticas sócio-económicas de Moçambique, incluindo a sua dimensão regional e internacional.

No contacto entre docentes e mestrandos, o processo de ensino-aprendizagem privilegia, para além da exposição:

  • os ciclos de seminários sobre questões de desenvolvimento;
  • a participação de professores visitantes – académicos ou outros profissionais de reconhecida qualidade e experiência – nacionais ou estrangeiros; e
  • a aprendizagem da utilização de meios virtuais de pesquisa e interacção com portais em rede electrónica.

Deste modo, estes programas procuram dotar os mestrandos de conhecimentos teóricos e habilidades analíticas que lhes permitam compreender as principais questões de desenvolvimento e gestão nas suas múltiplas vertentes.

Avaliação e Classificação Final

A avaliação segue as normas gerais estipuladas no Regulamento dos Cursos de Mestrado da UEM. As avaliações podem serão na forma de testes (escrito, oral) ou ensaio (pequeno trabalho de pesquisa; relatório sobre o estudo de casos) ou outras formas previstas no Regulamento Pedagógico da UEM.

O peso da nota da dissertação será equivalente a 25% do total da classificação final do mestrado.

Natureza das Disciplinas

As disciplinas deste curso são todas nucleares, formando o corpo central da formação do mestrando, sendo na sua maioria leccionadas de forma modular A dissertação, que é nuclear, permite ao mestrando aplicar os seus conhecimentos na investigação dum aspecto específico do seu interesse.

Créditos

Às disciplinas, e à preparação e elaboração da dissertação serão atribuídos créditos. Cada crédito corresponde a 30 horas de trabalho que incluem as horas efectivas de contacto directo (HCD) e as horas de estudo individual (HEI).

Aprovação no Curso

Para efeitos de atribuição de grau de mestre é exigida uma classificação igual ou superior a 14 (catorze) valores (Artigo 26 do Regulamento de Mestrados).

O acesso à fase de elaboração da dissertação de mestrado depende da aprovação pelo  Conselho Científico da Faculdade, e bem como da apresentação de requerimento do mestrando do qual conste a indicação do tema da dissertação a apresentar e do respectivo supervisor ou orientador, devendo ser acompanhado de uma declaração de compromisso do supervisor indicado.

A preparação da dissertação e supervisão serão feitas de acordo com o Regulamento dos Mestrados da Universidade Eduardo Mondlane (Artigo 31 e 33).

As funções de supervisor implicam um acompanhamento regular e efectivo dos trabalhos de investigação a realizar pelo mestrando. O supervisor orienta o trabalho, faz sugestões sobre a formulação teórica do problema identificado e recomenda a leitura de bibliografia, revê a metodologia sugerida pelo mestrando no protocolo de investigação e acompanha o cumprimento do calendário estipulado. O rigor da aplicação dos conceitos, a formulação de hipóteses, a revisão de literatura, a produção de dados, a essência da análise e conclusões  são da responsabilidade exclusiva do mestrando, devendo a estrutura da dissertação e a forma como são feitas as referências bibliográficas seguirem o modelo em uso na Faculdade de Economia.

Estrutura do Curso

Os cursos de pós-graduação da Faculdade de Economia têm uma duração de dois anos lectivos, divididos em quatro semestres, dos quais os três primeiros são reservados para as disciplinas curriculares e o último é reservado para o trabalho de dissertação complementado com o Laboratório Actuarial.

A partir do segundo semestre, o mestrando deve elaborar o projecto da sua pesquisa para a dissertação, a ser aprovado pela Direcção do Curso até ao final do terceiro trimestre.

 O Mestrado em Ciências Actuariais compreende três componentes pedagógico-didácticas: (a) Disciplinas; (b) Laboratório Actuarial; e (c) Dissertação; com um total de 120 créditos, tendo a Dissertação um total de 30créditos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Preserve os direitos do autor. !!